Violento terremoto atinge ilha indonésia de Java e deixa pelo menos 35 mortos

Um terremoto de magnitude 7 atingiu, nesta quarta-feira, o oeste da ilha indonésia de Java, matando pelo menos 35 pessoas, deixando 442 feridas, e destruindo dezenas de construções, segundo um novo registro estabelecido à noite pelas autoridades.

AFP |

AFP

Pessoas observam casa destruída em Sukabumi, na Ilha de Java

A maior parte das vítimas morreu "quando sua casa desabou" inteira ou parcialmente, explicou um porta-voz da Agência indonésia de Gestão de Catástrofes, Priyadi Kardono, à AFP.

O tremor de terra, registrado às 14h55 (04h55 de Brasília), causou danos em dezenas de construções em várias localidades do oeste de Java. Entre as mais afetadas estão Cianjur, Sukabumi e Tasikmalaya, onde uma jovem de 13 anos morreu.

Casas de Cianjur foram soterradas por um deslizamento de terra, segundo Kardono.

Em Batu Karas, uma cidade litorânea, "as pessoas deixaram precipitadamente seus quartos" quando a terra tremeu com força, disse Dorus Susanto, de 26 anos, recepcionista de um hotel. "Várias casas e a mesquita foram danificadas", indicou.

O epicentro do tremor foi localizado no Oceano Índico, cerca de 200 km ao sul da capital Jacarta, a uma profundidade de 49 km, indicou o Instituto Geológico Americano (USGS).

Sua magnitude foi estimada em 7,4 antes de ser reavaliada para 7 pelo USGS. Ela foi registrada em 7,3 pela Agência indonésia de Meteorologia e de Geologia.

Um alerta de tsunami foi emitido durante trinta minutos antes de ser suspenso. "Houve uma tsunami ao longo de Tasikmalaya, mas era de apenas 20 cm, o que é insignifiante", explicou Suharjono, responsável técnico da Agência indonésia de Meteorologia e de Geofísica.

Em Jacarta, onde o terremoto foi bastante intenso, 18 pessoas foram hospitalizadas com ferimentos leves, segundo a célula de crises do Ministério da Saúde.

Escritórios e centros comerciais foram evacuados na capital durante quinze minutos, constatou um jornalista da AFP.

"Foi impressionante. A terra tremeu e as pessoas gritaram. Tirei meus sapatos de salto alto e corri para sair de lá", contou Rini, uma estudante de 18 anos que fazia compras em um grande centro comercial da capital.

A Indonésia está situada no "Anel de Fogo" pacífico, onde várias placas continentais se encontram, provocando fortes atividades vulcânicas e sísmicas.

Assista ao vídeo:


Leia também:

Leia mais sobre: terremoto

    Leia tudo sobre: terremototsunami

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG