Violência no Iraque se mantém sob controle, diz general americano

A violência no Iraque se mantém nos níveis baixos de 2003, declarou neste domingo o comandante das forças americanas no Iraque, general Raymond Odierno, acrescentando que se respeitará a data-limite de uma retirada das tropas dos EUA em 2011.

AFP |

Apesar dos surtos de violência ao longo da semana, especialmente o atentado suicida de Mossul, no qual cinco soldados americanos e três iraquianos morreram, o general Odierno disse à rede CNN que "a violência em geral se mantém nos níveis baixos de 2003", ano da invasão ao Iraque.

O número de vítimas em combate em março "está em seu nível mais baixo desde o início da guerra", destacou o general, que falava de uma base americana no Iraque.

Odierno também destacou que embora "as forças de segurança iraquianas tenham melhorado de forma significativa", o Pentágono deve ter uma certa elasticidade nas datas de retirada das tropas.

Segundo o acordo de segurança firmado em novembro, entre Bagdá e Washington, os últimos soldados americanos deverão ter deixado o Iraque no final de dezembro de 2011, mais de oito anos depois da ocupação do país e da queda de Saddam Hussein.

Leia mais sobre Iraque

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG