Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Violência no Afeganistão mata 14 militantes e 8 civis

CABUL (Reuters) - Tropas afegãs e estrangeiras mataram 14 militantes da guerrilha Taliban, e atentados deixaram 8 civis mortos, segundo relato de autoridades locais e de militares norte-americanos na segunda-feira. Também na segunda-feira, uma bomba num acostamento no sul do país matou um soldado da coalizão liderada pelos EUA, informaram os militares, sem dar maiores detalhes do incidente, que também feriu vários soldados afegãos. Este já é o ano com mais mortes para as tropas estrangeiras desde o início da ocupação ocidental, no final de 2001.

Reuters |

De acordo com a ONU, a onda da violência no Afeganistão desde o final do julho já fez cerca de 3.800 vítimas fatais, um terço delas civis.

Em Zana Khan, na província de Ghazni, seis pessoas morreram e duas ficaram feridas quando o microônibus em que estavam foi atingido por uma bomba. Um porta-voz provincial disse que o governador local era o alvo do ataque.

No domingo, dois civis morreram e três ficaram feridos por um foguete que atingiu a casa dessas pessoas na província de Khost, segundo a polícia local. O objetivo do ataque seria uma base estrangeira próxima dali.

Em outro incidente, forças estrangeiras e afegãs mataram cinco militantes na segunda-feira em Ghazni, cerca de 200 quilômetros a sudoeste de Cabul, segundo nota dos militares norte-americanos.

Outros nove insurgentes foram mortos no domingo numa operação militar conjunta em Waghaz, também em Ghazni, segundo a polícia local.

(Reportagem de Hamid Shalizi)

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG