Genebra, 2 jan (EFE).- O uso da violência e o desprezo pela vida dos civis por uma das partes do conflito palestino-israelense não justifica ações similares da outra parte, afirmou hoje o representante de meio centena de analistas da ONU em direitos humanos.

O coordenador dos analistas, Asma Jahangir, sustentou que tais ações "constituem claras violações ao direito internacional humanitário e aos direitos humanos".

Acrescentou que a destruição da infra-estrutura básica piora uma situação de por si dramática em termos humanitários em Gaza, que é objeto de bombardeios aéreos por parte de Israel desde o sábado passado.

Por isso, pediu que se garanta o acesso total das organizações com fins humanitários a Gaza e que se lhes permita cumprir com sua missão, como a distribuição de alimentos, a atenção aos doentes e feridos, assim como o abastecimento de energia e serviços de saneamento.

Em nome dos analistas em direito humanos, Jahanir pediu que cessem os ataques israelenses, assim como o lançamento de foguetes a partir de Gaza em direção aos povoados do sul de Israel. EFE is/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.