O governo do Afeganistão anunciou nesta quarta-feira que cerca de 80% das escolas em uma província do sudeste do país, Zabul, estão atualmente fechadas devido à falta de segurança na região. Os estudantes e professores de Zabul teriam recebido ameaças de insurgentes e outros grupos armados, que estariam exigindo que eles não compareçam as escolas.

Estima-se que cerca de 35 mil crianças estejam perdendo as aulas.

O ministro afegão da educação, Hanif Atmar, fez um apelo para que a população local colabore com o governo para melhorar a segurança.

Centenas de escolas já foram atacadas por insurgentes no sul e leste do Afeganistão.

Mortos

Também nesta quarta-feira, autoridades no noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão, disseram que encontraram os corpos de 22 homens que tinham sido seqüestrados por militantes do Talebans na segunda-feira.

AFP PHOTO/MASSOUD Hossaini
Atentados assustam população
 Os homens foram levados da área tribal do Waziristão por combatentes leais ao Taleban - a milícia que governou o Afeganistão até 2001. Eles pertenciam a um grupo tribal rival, o Bhittani, que era considerado favorável ao governo, segundo as autoridades.

O Taleban tinha seqüestrado um total de 30 membros da tribo depois de assumir, por um tempo, o controle da cidade paquistanesa de Jandola.

Segundo a correspondente da BBC em Islamabad Barbara Plett, foram assassinados os idosos da tribo Bhittani. Esta tribo tem uma rixa de longa data com a tribo Mehsud, à qual pertencem combatentes do Taleban.

Leia mais sobre: Afeganistão - Talebans

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.