Violência durante eleições constituintes no Nepal deixa um morto

KATMANDU - Uma pessoa morreu nesta quinta-feira em confrontos entre militantes de dois partidos no sul do Nepal, na planície de Terai, durante as eleições para a Assembléia Constituinte do país, anunciou uma fonte oficial.

EFE |

Os choques puseram frente a frente simpatizantes do Partido do Congresso Nepalês - do primeiro-ministro Girija Prasad Koirala - e do Fórum pelos Direitos do Povo Madhesi (MPRF, na sigla em inglês), da minoria dominante em Terai.

Segundo uma fonte do Ministério do Interior, uma pessoa morreu em conseqüência dos confrontos, ocorridos na localidade de Sunsari (350 quilômetros ao sudeste de Katmandu), pela qual concorria o líder do MPRF, Upendra Yadav.

A fonte disse que resta determinar a que partido pertencia a vítima, já que as duas legendas afirmaram que era um de seus militantes.

As eleições do Nepal acontecem após uma campanha repleta de atos de violência, por ocasião da qual 20 pessoas já haviam sido mortas antes mesmo do início da votação.

Apesar de as autoridades terem se preparado para um elevado nível de violência durante o dia de hoje, uma fonte da Comissão Eleitoral disse que o organismo foi obrigado a suspender a votação em apenas oito das 9.821 localidades do país que contam com pelo menos um colégio eleitoral.

Leia mais sobre: Nepal

    Leia tudo sobre: nepal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG