Violência deixa 16 mortos no México

Polícia mexicana ainda não sabe os motivos dos ataques, mas acredita que estejam relacionados ao crime organizado

EFE |

Ciudad Juárez - Fontes oficiais do México registraram nesta sexta-feira 16 mortes supostamente relacionadas ao crime organizado, sendo 12 delas no estado de Chihuahua e as outras quatro no estado de Jalisco. Segundo fontes da Promotoria de Justiça, um tiroteio em Ciudad Juárez, na fronteira com os Estados Unidos, deixou quatro mortos e três feridos.

A Polícia local indicou que as vítimas do tiroteio estavam festejando no pátio de uma casa no centro da cidade quando um suposto grupo criminoso entrou no local e disparou. As autoridades não identificaram as vítimas. Também não se sabe ainda o motivo do crime.

Além disso, quatro pessoas foram assassinadas a tiros em uma estrada entre as localidades de Guadalupe e Práxedis, próximas a Ciudad Juárez. Segundo as autoridades, os assassinos retiraram as vítimas de um veículo e depois atiraram nelas na estrada. Já na cidade de Chihuahua, capital do estado homônimo, quatro corpos foram encontrados de manhã, dois deles pendurados em pontes. Os dois outros foram achados cobertos. Aparentemente foram baleados ao lado de uma escola.

Em outros incidentes, outras quatro pessoas morreram no município de Atotonilco, no estado de Jalisco, oeste do México, informou a Promotoria de Justiça do Estado em comunicado. De acordo com a Promotoria, os corpos estavam com as mãos amarradas e com marcas de bala, tal como reportaram os policiais municipais que os encontraram, em um rancho na estrada. As autoridades estaduais desconhecem a identidade dos agressores e os detalhes dos assassinatos.

    Leia tudo sobre: iGméxicoviolênciaataquemortes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG