Os violentos ataques contra estrangeiros na África do Sul deixaram pelo menos 42 mortos na região de Joannesburgo, anunciou a polícia nesta quarta-feira.

"O balanço dos mortos passou a 42, 400 pessoas foram presas e 16.000 tiveramm que abandonar suas casas", declarou à AFP Govindsamy Mariemuthoo, porta-voz da polícia para a província de Gauteng, onde fica Joannesburgo, a região mais afetada pela onda de violência xenófoba que começou há cerca de 10 dias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.