Violência contra coptas suscita indignação, diz Bento XVI

O Papa Bento XVI condenou neste domingo durante a oração do Ângelus o assassinato de seis coptas no Egito, afirmando que a violência contra os cristãos em alguns países suscitou a indignação de muitas pessoas.

AFP |

"A violência contra os cristãos em alguns países suscitou a indignação de muitas pessoas, ainda mais porque se manifestou nos dias mais santos da tradição cristã", durante o Natal ortodoxo, declarou o Papa ao término da oração na praça São Pedro, no Vaticano.

Seis coptas e um policial foram mortos na noite de quarta-feira em Nagaa Hamadi, no Egito, aumentando a preocupação desta minoria cristã em um país de maioria muçulmana. Nove coptas também foram feridos durante o ataque cometido contra pessoas que saíam da missa ou faziam compras por ocasião do Natal ortodoxo, celebrado no dia 7 de janeiro.

"Não pode haver violência em nome de Deus. Não se pode pensar em honrá-lo ofendendo a dignidade e a liberdade de nossos próximos. As instituições políticas e religiosas têm de assumir suas responsabilidades", concluiu Bento XVI.

ljm/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG