Vinte supostos talibãs morrem em operação no Afeganistão

Cabul, 7 abr (EFE).- Pelo menos 20 supostos talibãs e três soldados afegãos morreram na região do Nuristão (nordeste), disseram fontes oficiais, em uma operação militar na qual segundo um dirigente local também morreram 23 civis, incluindo mulheres e crianças.

EFE |

O Ministério afegão de Defesa negou, no entanto, que haja vítimas mortais entre a população civil.

A operação foi realizada ontem no distrito de Doab por tropas afegãs e americanas a fim de eliminar os insurgentes nos povoados de Kendal e Shok, segundo informou o comando dos EUA no país sem dizer quantos rebeldes tinham morrido.

O Governador do Nuristão, Tamim Nuristani, calculou hoje em 20 os supostos insurgentes mortos e disse que "muitos" ficaram feridos.

Em comunicado, do Ministério de Defesa afegão, por sua parte, reconheceu também hoje a morte de três soldados e um "grande" número de insurgentes e informou que outros três militares ficaram feridos.

O chefe do conselho provincial do Nuristão, Rahmatullah Rashid, declarou à rádio "Armam FM" que na operação morreram 23 civis, incluindo crianças e mulheres, e que outros 50 ficaram feridos, mas a Defesa negou esta versão.

O comando americano assegurou ontem que não dispunha de notícias sobre possíveis civis afetados na operação, durante a qual as tropas americanas solicitaram apoio aéreo. EFE lo-daa/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG