Vinte recém-nascidos morrem em 15 dias em hospital público na Turquia

Vinte recém-nascidos morrreram nos 15 últimos dias em um hospital público de Ancara, anunciou a chefe da equipe médica deste estabelecimento, citada pela agência de notícias Anatolia.

AFP |

Um terço das mortes se deve a doenças infecciosas, que estão sendo investigadas pelo hospital, declarou Leyla Mollamahmutoglu, destacando que a maioria destes recém-nascidos eram prematuros.

O sindicato dos trabalhadores das profissões médicas SES, que disse ter sido informado por alguns de seus membros funcionários do hospital, mencionou 27 mortes, e afirmou que todas elas foram registradas em apenas três dias desta semana.

Para a seção do SES em Ancara, a propagação das doenças se deve às péssimas condições de higiene dentro do hospital, onde obras estão em andamento e onde o número de paciente é muito superior à capacidade do estabelecimento.

"A sala de parto foi deslocada para um edifício que não satisfaz às condições de higiene, o que favorece as contaminações. Houve casos de duas ou três mulheres esperando na mesma maca antes de dar à luz, e de três recém-nascidos colocados na mesma incubadora", explicou um representante do SES.

su/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG