Vinte e uma pessoas morreram no Afeganistão em vários episódios de violência nas últimas horas, entre elas quatro soldados da coalizão internacional comandada pelos Estados Unidos, informaram nesta terça-feira fontes oficiais.

"Quatro soldados da coalizão morreram hoje (terça-feira) no sul da Afeganistão na explosão de uma bomba na passagem de seu veículo, durante uma patrulha com as forças de segurança afegãs", informou o Exército norte-americano em um comunicado.

"Um civil afegão que trabalhava para as forças da coalizão também morreu", acrescenta o texto, que não indica a nacionalidade dos soldados mortos.

Estas baixas elevam para 43 o número de soldados estrangeiros mortos no Afeganistão desde o início do ano, a maioria em atentados, segundo o site independente icasualties.org.

Dezesseis rebeldes morreram na segunda-feira em combates com forças internacionais e soldados afegãos na província de Helmand, no sul do Afeganistão, anunciou a coalizão em um comunicado.

Uma patrulha foi atacada pelos rebeldes, que recorreram a armas pesadas, morteiros e lança-foguetes.

"Frente a essa ameaça, as forças responderam com ataques precisos, após terem se assegurado de que não havia civis na área", acrescentou o comunicado, sem indicar se se tratou de um ataque da aviação ou da artilharia.

thm/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.