Vinte e um mortos em vazamento de gás em empresa que tentou esconder o fato

Pequim, 8 jan (EFE).- Vinte e um trabalhadores morreram por conta de um vazamento de gás em uma siderúrgica na província de Hebei, no norte da China, onde a empresa responsável ocultou durante vários dias o verdadeiro número de vítimas, informaram as autoridades locais através da agência oficial Xinhua.

EFE |

Inicialmente tinha sido divulgado que o acidente, ocorrido na segunda-feira passada, tinha causado a morte de sete trabalhadores, mas responsáveis pela companhia confessaram, dias depois, que houve outros 14 falecidos.

O acidente ocorreu em uma instalação da empresa siderúrgica Hebei Puyang Iron and Steel, na localidade de Wuan.

As vítimas estavam encaixando um alto forno quando aconteceu o vazamento, que, segundo as primeiras informações, foi de monóxido de carbono.

Com cerca de 10.000 vítimas ao ano, a China registra o mais alto índice de mortos por acidentes de trabalho no planeta.

Hoje também foi confirmada a morte de seis pessoas em uma explosão de uma fábrica química da companhia petrolífera estatal CNPC, na província Gansu, no noroeste da China. EFE abc/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG