Tamanho do texto

Pequim, 2 nov (EFE).- Vinte e seis mineiros chineses morreram e outros três mais continuam presos em um poço do norte da China, após a explosão de gás metano registrada na quarta-feira, depois que as equipes de resgate acharam dois novos corpos.

Segundo informou hoje a agência oficial de notícias chinesa "Xinhua", há poucas esperanças de encontrar com vida os três picadores que permanecem presos na mina Yaotou, situada no distrito de Chengcheng da província de Shaanxi (norte).

Trinta e seis mineiros estavam trabalhando no poço no momento da explosão, dos quais apenas sete conseguiram escapar.

A desesperança de encontrar os três picadores com vida se deve ao fato de que "transcorreram mais de 80 horas desde que aconteceu o acidente" e "a concentração de gás venenoso é alta", disse um funcionário do Governo local citado pela "Xinhua". EFE ub/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.