Vinte anos após unificação, leste da Alemanha ainda é mais pobre

Segundo governo, renda anual per capita disponível no leste é de quase 5 mil euros a menos do que no oeste

iG São Paulo |

O leste da Alemanha continua sendo o lado pobre da nação 20 anos após a reunificação do país. Na parte que antes integrava a Alemanha comunista há o dobro de pessoas recebendo assistência social per capita em comparação com o oeste alemão.

De acordo com o presidente do Departamento Federal de Estatísticas, Roderich Egeler, a renda anual per capita disponível no leste é de 15.500 euros (US$ 21.100) - quase 5 mil euros a menos do que no oeste.

"A unificação da Alemanha ainda não é uma realidade quando consideramos o mercado de trabalho e os salários", disse Egeler, observando que os salários no leste do país equivalem em média a 77% dos níveis na parte ocidental. "A diferença diminuiu nos últimos 20 anos, mas ainda existe uma disparidade considerável", acrescentou.

Segundo informações do departamento de estatísticas, atualmente existem cerca de 1,7 milhão de pessoas a menos vivendo nos Estados orientais do que em 1990, e a população nos Estados ocidentais vem aumentando.

Apesar de a expectativa de vida ter aumentado no leste, os índices ainda continuam atrás do oeste.

A Alemanha celebra os 20 anos da reunificação no próximo domingo, dia 3 de outubro.

*Com Reuters

    Leia tudo sobre: alemanhalesteoestereunificaçãodesemprego

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG