Vila olímpica dos Jogos de Pequim inaugura tribunal próprio

Pequim, 16 jul (EFE).- Foi inaugurado hoje o tribunal da vila olímpica dos Jogos de Pequim, única instância legal deste caráter na capital chinesa e criado especialmente para discutir as disputas envolvendo o evento, de 8 a 24 de agosto.

EFE |

A maioria dos casos deve envolver civis e proprietários de imóveis para alugar durante os Jogos. A corte também receberá disputas trabalhistas, de danos pessoais e denúncias feitas por estrangeiros.

Para facilitar os processos, todas as placas no local terão versões em inglês e mandarim. Uma das 11 salas, feita especialmente para casos envolvendo estrangeiros, também contará com um sistema de interpretação simultânea.

O público poderá acompanhar todos os processos, com exceção dos casos de conteúdo secreto. Segundo normas do Tribunal Popular Supremo, as cortes menores são nomeadas em função de sua localização.

Assim como a maioria de instalações olímpicas, a vila fica no distrito financeiro de Chaoyang, no nordeste da capital, e é a sétima instância legal da região. O tribunal olímpico fica a menos de um quilômetro dos apartamentos dos atletas.

Sua jurisdição, que abrange um raio de 57,2 quilômetros, inclui sedes como o Estádio Nacional de Pequim, sede das cerimônias de abertura e encerramento, e o Cubo Aquático, palco das provas de natação. EFE mz/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG