Vídeo mostra viciados em drogas sérvios espancados em clínica

Autoridades da Sérvia iniciaram uma investigação em um centro de reabilitação para viciados em drogas, afiliado à Igreja Ortodoxa, no qual os pacientes teriam sido filmados enquanto eram espancados.

BBC Brasil |

Um vídeo de uma das agressões, divulgado pela revista sérvia Vreme, mostra um homem que parecia agredir um paciente, acertando-o com uma pá e socando seu rosto.

Um ex-paciente do centro de reabilitação, perto da cidade de Novi Pazar, afirmou que os funcionários se ofereceram para curar seu vício com "conversas agradáveis" e espancamentos.

O sacerdote Branislav Peranovic, que dirige o centro Cma Reka, afirmou ao canal de televisão local B92 que é necessário ser "firme".

"Quem tem um viciado em casa sabe do que estou falando", disse.

A Igreja Ortodoxa Sérvia não fez nenhum comentário a respeito da gravação.

Ícones cristãos

O vídeo colocado na página na internet da revista Vreme na sexta-feira, mostra um jovem que seria um paciente do centro de reabilitação. Ele é visto com dois homens vestidos com roupas de esporte e que o acertam várias vezes com uma pá. Em seguida ele é socado e chutado na cabeça pelos dois.

O incidente ocorre em uma sala onde se podem ver ícones cristãos.

O centro, por sua vez, afirmou que os espancamentos, administrados por ex-viciados, são parte necessária da terapia para a cura do vício em drogas e teriam sido realizados com a permissão dos pais dos pacientes.

Um ex-paciente do centro Cma Reka afirmou que, em algumas ocasiões, eles recebiam instruções de formar um círculo em volta de um "ruim" e assistir enquanto este viciado era espancado pelos sacerdotes e outros funcionários.

"Eles o acertavam com bastões, pás, punhos, barras, cintos, o que eles conseguiam pegar", disse o ex-paciente à revista Vreme.

A respeito do sacerdote Peranovic, o ex-paciente afirmou que ele "sabe como bater - suas mãos ficam ensanguentadas com frequência".

"Quando ele bate, usando os braços e pernas, a batina voa por todos os cantos. Ele pratica artes marciais", afirmou.

Depois da divulgação do vídeo, médicos e psicólogos alertaram que a violência física não ajuda a reabilitar ou cuidar de viciados em drogas.

"Não é terapia. É um ato criminoso", afirmou o monitor de direitos humanos do governo sérvio Sasa Jankovic, que pretende entrar com um processo por tortura contra o centro.

Leia mais sobre Sérvia

    Leia tudo sobre: sérvia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG