Vídeo mostra Mladic em bares e festas de família

Belgrado, 11 jun (EFE).- Um canal de televisão da Bósnia-Herzegóvina divulgou um vídeo com imagens supostamente recentes de Ratko Mladic, ex-militar servo-bósnio procurado pela Justiça internacional, em festas de família e inclusive em bares e restaurantes.

EFE |

Transmitidas ontem pelo canal "BiH", as imagens mostram Mladic - foragido desde 1996 e acusado de genocídio e de outros crimes cometidos durante a guerra bósnia (1992-1995) - cantando e dançando no que parecem distintas reuniões familiares. Alguns dos trechos teriam sido registrados nos últimos dez anos.

No vídeo, que está disponível em portais como o YouTube, o ex-militar aparece em um bar e na celebração de um casamento no ano 2000 em um restaurante da parte sérvia de Sarajevo.

As autoridades de Belgrado negaram que as gravações sejam recentes e denunciaram o vazamento do vídeo como uma tentativa de atrapalhar a aproximação da Sérvia com a União Europeia (UE).

O encarregado sérvio de cooperação com o Tribunal Penal Internacional para a antiga Iugoslávia (TPII), Rasim Ljajic, declarou hoje em entrevista coletiva em Belgrado que as cenas mais recentes são de oito anos atrás e não de 2008, como sugeriu a emissora bósnia.

Ljajic explicou que o vídeo não é novo e que corresponde ao material que as autoridades sérvias apreenderam em dezembro de 2008 na casa de Mladic e que já foi entregue ao TPII, dentro da colaboração de Belgrado com essa corte.

"Como isso chegou da Promotoria à televisão? Esta é a questão que abriremos", disse Ljajic ao ressaltar que esperava "que o material gravado fosse aparecer antes na sala de julgamentos do que em uma televisão".

Ele também advertiu que este tipo de vazamento pode atrapalhar as buscas por Mladic e Goran Hadzic, outro acusado pelo TPII.

Além disso, lembrou que o material foi divulgado logo depois que os Estados Unidos e o TPII terem destacado a colaboração sérvia, e que o vídeo pode ter sido uma "tentativa de minimizar" essa boa avaliação.

Segundo Ljajic, as imagens foram gravadas em 24 de abril de 2001, 21 de junho de 1997 e 25 de março de 1994.

O vídeo mostra o foragido reunido com ex-membros dos altos escalões militares sérvios e servo-bósnios, também acusados de crimes de guerra.

A captura de Mladic é a principal condição imposta a Belgrado pela UE para progredir na integração ao bloco europeu. EFE Sn/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG