Vídeo confirmaria existência de plano para assassinar Evo Morales

La Paz - O promotor boliviano Marcelo Sosa revelou a existência um vídeo que, segundo ele, mostra que o suposto grupo terrorista internacional desarticulado em Santa Cruz (Bolívia) tinha um plano para assassinar o presidente do país, Evo Morales, informou neste domingo a imprensa local.

EFE |

Sosa, que investiga o caso, fez esta afirmação em entrevista coletiva na qual exibiu um vídeo que, para ele, "confirma as denúncias de magnicídio" feitas por Morales após a desarticulação de um suposto grupo de mercenários em uma operação na qual morreram três supostos terroristas.

São eles Eduardo Rózsa Flores, que tinha nacionalidade boliviana, húngara e croata, o romeno Magyarosi Arpak e o irlandês Dwayer Michael Martin.

Os três aparecem no vídeo junto a outros dois estrangeiros declarados foragidos pela Polícia boliviana.

Durante a operação policial, efetuada no último dia 16 em um hotel de Santa Cruz, também foram detidos Mario Francisco Tadic Astorga (boliviano, com passaporte croata) e Elöd Tóásó (húngaro).

    Leia tudo sobre: evo morales

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG