Vice-ministro russo acusado de roubar US$ 43,4 milhões é libertado

Moscou, 21 out (EFE) - O vice-ministro de Finanças da Rússia Serguei Storchak, processado por tentativa de roubo de US$ 43,4 milhões, foi libertado hoje, informou a Procuradoria Geral da Rússia.

EFE |

Storchak estava em prisão preventiva desde 15 de novembro do ano passado e enfrenta a acusação de "tentativa de roubo de grande magnitude através de fraude por um grupo organizado", que o Código Penal pune com até dez anos de prisão.

A decisão de levantar a medida cautelar foi adotada após o fim da instrução e porque o acusado já não pode influenciar na investigação, explicou o porta-voz do Comitê de Pesquisas da Procuradoria Geral, Vladimir Markin, em declarações à agência oficial "Itar-Tass".

O vice-ministro de Finanças, que se declara inocente das acusações contra si, não poderá abandonar a capital russa sem autorização da Procuradoria.

O ministro de Finanças, Alexei Kudrin, declarou em várias ocasiões que está convencido da inocência de Storchak e que espera que retome seu cargo no Ministério.

Segundo a Procuradoria, Storchak teria criado uma organização para desviar US$ 43,4 milhões junto ao presidente do Banco Inter-regional de Investimento, Vadim Volkov, e o diretor-geral da companhia Sodexima, Victor Zakharov. EFE bsi/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG