Vice-ministro boliviano diz que sua casa foi alvo de atentado

La Paz, 30 mar (EFE).- O vice-ministro de Autonomias e ex-ministro de Hidrocarbonetos da Bolívia, Saúl Ávalos, afirmou hoje que foi vítima de um atentado com dinamite contra sua casa na cidade de Santa Cruz.

EFE |

Ávalos denunciou "um atentado criminoso" para acabar com sua vida, que "deixou um buraco na varanda de mais ou menos um metro de diâmetro e 20 centímetros de profundidade, além de destruir todos os vidros da frente da casa".

O vice-ministro assegurou à rádio estatal "Patria Nueva" que os autores do atentado queriam matá-lo, por causa da potência do explosivo utilizado e porque a bomba "continha pedaços de arames e latas".

"Eles não queriam apenas me amedrontar, como nas outras duas vezes", disse Ávalos, citado pela agência estatal "ABI".

O vice-ministro boliviano já havia denunciado em duas ocasiões atentados contra sua casa.

Segundo o funcionário, o atentado "parece ter sido motivado pela intolerância dos oponentes políticos".

Santa Cruz é capital do departamento de mesmo nome, reduto da oposição autonomista ao Governo de Evo Morales e palco no ano passado - junto com outras províncias do leste do país - de violentos protestos contra o Executivo central.

"Sou de Santa Cruz. Nasci e cresci aqui. Vou acompanhar o presidente Evo Morales no atual processo revolucionário, porque me considero um soldado da revolução", disse.

Além disso, anunciou que solicitará garantias de proteção para ele e para sua família ao governador do departamento de Santa Cruz, o opositor Rubén Costas. EFE az/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG