Vice defende programa de estímulo econômico de Obama

Washington, 17 fev (EFE).- O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou hoje que o programa de estímulo econômico promulgado há um ano pelo presidente Barack Obama deu bons resultados, mas ainda deverá criar mais empregos.

EFE |

A Casa Branca informou que Obama fará hoje declarações sobre o programa de US$ 787 bilhões, a primeira medida adotada por seu Governo para enfrentar a recessão mais profunda e prolongada desde a Grande Depressão dos anos 30.

Em entrevista ao programa "The Early Show", do canal "CBS", Biden disse que os contribuintes "tiveram bons resultados de sua contribuição impositiva" e que a economia se reativou.

Os republicanos, que não apoiaram a chamada Lei de Recuperação Econômica há um ano, argumentam que os programas de Obama não criaram tantos postos de trabalho como foi prometido.

Após quatro trimestres de contração, a economia dos EUA retornou ao crescimento em meados de 2009, mas a taxa de desemprego, que tinha superado a marca de 10%, ainda é de 9,7%.

Segundo Biden, os fundos do Governo em programas tanto do setor público como do setor privado "salvaram pelo menos dois milhões de empregos".

O programa de estímulo econômico, segundo o vice-presidente, foi preparado para ser aplicado em dois períodos. "Aparentemente os críticos não se dão conta de que estamos na metade do caminho em sua aplicação", explicou.

Desde o início da recessão, em dezembro de 2007, a economia dos EUA teve perda líquida de 8,4 milhões de postos de trabalho. Mas o ritmo de crescimento do desemprego caiu dos 700 mil de janeiro do ano passado, quando Obama chegou à Casa Branca, para cerca de 20 mil em janeiro deste ano. EFE jab/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG