Vice argentino qualifica de positiva reunião com Cristina

Buenos Aires, 31 jul (EFE) - O vice-presidente argentino, Julio Cobos, qualificou hoje de positiva e de muito respeito a reunião que manteve com a presidente do país, Cristina Fernández de Kirchner, a primeira desde que o Governo sofreu sua primeira derrota política após a rejeição do Senado a um projeto tributário oficial. Cobos, que desempatou na Câmara Alta o debate da iniciativa governamental, pediu para consolidar o acordo que o levou em 2007 a integrar a chapa presidencial com a peronista Cristina, à qual disse ter feito algumas sugestões na hermética reunião desta quarta-feira. O encontro foi cordial e de muito respeito, disse o vice-presidente em declarações à rádio local Mitre. Não marcamos qualquer outro encontro com a presidente. Só fiz algumas sugestões, afirmou, antes de destacar que transmitiu à chefe do Estado a necessidade de resolver, entre outros temas, a co-participação de impostos com as províncias.

EFE |

"Na quarta-feira foi feita uma avaliação da situação em reunião que, como bem se qualificou, foi de sinceridade e franqueza, com alvos ao futuro, que é o importante agora, uma vez passados estes meses de conflito", destacou.

Cobos afirmou que "se abre agora uma nova etapa" e que "o importante é olhar para frente".

"Estamos com a possibilidade de projetar um país a longo prazo", destacou, e ressaltou a importância de alcançar "acordos setoriais e também políticos com governadores e intendentes".

O vice-presidente disse que faz parte do Governo até 2011, e descartou a possibilidade de renunciar.

"Nós vamos trabalhar para que este Governo seja o melhor de todos", assegurou.

Ao se referir à votação que ele desempatou no Senado, que causou a rejeição do projeto oficial de retenções móveis às exportações de grãos, afirmou que "Cristina respeitou a decisão do Congresso e isso fortalece a democracia". EFE cw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG