Viagem ao exterior melhora pouco desempenho de Obama em pesquisa

Washington, 30 jul (EFE).- A viagem internacional de nove dias que o provável candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, fez na semana passada teve pouco impacto na disputa eleitoral com seu oponente republicano, o senador pelo Arizona John McCain, indica uma pesquisa divulgada hoje.

EFE |

Na primeira sondagem nacional feita após a visita de Obama a Iraque, Afeganistão, Oriente Médio e várias capitais européias, a disputa pela Casa Branca permanece praticamente como era no fim de junho, com Obama com 51% das intenções de voto, e McCain, com 44%.

A menos de cem dias para as eleições de novembro, a pesquisa, encomendada pela rede de TV "CNN" e realizada entre 27 e 29 de julho, demonstra que a vantagem de Obama aumentou um pouco, já que, em junho, os senadores por Illinois e Arizona tinham, respectivamente, o apoio de 50% e 45% do eleitorado.

Segundo analistas, a sondagem também mostra que a viagem da semana passada, planejada para projetar Obama como um líder mundial, mudou pouco a percepção dos americanos sobre a forma como o candidato democrata conduziria assuntos de segurança nacional.

A pesquisa revelou que McCain continua tendo uma vantagem sobre seu adversário quando o que está em avaliação são temas relacionados à luta antiterrorista, ao Irã, ao Iraque, ao Afeganistão, ao Oriente Médio e à imigração.

Para 56% dos entrevistados, McCain é o que melhor conduziria questões relacionadas ao terrorismo, contra 41% que acham que Obama faria isso melhor. No entanto, o senador por Illinois melhorou sua avaliação, já que, nesse quesito, subiu quatro pontos percentuais desde abril.

Por sua vez, Obama, com 54% do apoio dos eleitores, mantém sua vantagem sobre McCain (43%) quando o assunto é economia, tema de destaque na campanha democrata e principal preocupação dos americanos que irão às urnas.

O senador por Illinois (56% das preferências) também se sai melhor que McCain (39%) quando a saúde entra em debate. EFE mp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG