Veteranos políticos japoneses criarão novo partido

Pesos pesados da política japonesa, vinculados ao partido opositor PLD, começaram nesta segunda-feira as negociações para formar um novo partido de olho nas eleições do Senado, que estão previstas para ocorrer em julho.

EFE |

Nessas negociações participaram, entre outros, o atual prefeito de Tóquio, o nacionalista Shintaro Ishihara, o ex-ministro das Finanças Kaoru Yosano e o ex-titular de Comércio Takeo Hiranuma, segundo informou a agência local "Kyodo".

Ishihara, o popular e polêmico prefeito de Tóquio de 77 anos, é o último a engrossar a lista integrada por descontentes com o Partido Liberal-Democrata (PLD), desde setembro na oposição depois de governar o Japão por meio século.

Yosano, de 71 anos, abandonou neste fim de semana as fileiras do PLD com a intenção de criar um novo grupo político, do qual deve participar Kunio Hatoyama, de 61 anos e irmão do atual primeiro-ministro, Yukio Hatoyama, do Partido Democrático (PD).

Kunio Hatoyama desfiliou-se do PLD por "desacordo com suas políticas" embora não está certo que participará do partido de Yosano, que pode ser constituído já nesta quinta-feira, conforme "Kyodo".

Em julho, ocorre a eleição para renovar a metade do Senado do Japão (121 cadeiras).

Leia mais sobre Japão

    Leia tudo sobre: japão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG