Veteranos britânicos do Afeganistão retornam com problemas auditivos

Londres, 30 out (EFE).- Centenas de veteranos britânicos do Afeganistão voltaram do conflito com graves problemas de surdez por causa do fragor dos combates, publica hoje o jornal The Times.

EFE |

Aproximadamente um de cada dez soldados de um dos regimentos que servem no Afeganistão sofre de problemas auditivos que o impedirão de retornar à primeira linha de fogo e afetarão também a suas possibilidades de encontrar trabalho na vida civil.

Muitos dos soldados que participaram dos combates com as milícias xiitas no Iraque entre 2004 e 2005 retornaram também ao Reino Unido com graves problemas de ouvido.

No Afeganistão, as bombas colocadas junto das estradas, os violentos confrontos com os talibãs e a explosão das bombas pesadas lançadas pela aviação aliada prejudicaram muitos tímpanos.

Trinta e sete dos 411 soldados vinculados ao regimento Grenadier Guards sofrem graves problemas auditivos, e quase 240 do batalhão dos Royal Anglians, que passaram seis meses no Afeganistão, estão com problemas deste tipo.

Também foram afetados muitos dos soldados do Mercian Regiment e alguns membros do Royal Marine.

Segundo o Ministério da Defesa, todos os soldados recebem protetores de ouvidos, mas, ao contrário do que acontece com as tropas americanas, no Exército britânico não se cumprem rigorosamente as instruções pertinentes salvo nos helicópteros.

O Instituto Nacional para os Surdos lançou uma campanha destinada a melhorar a proteção dos ouvidos dos membros das Forças Armadas.

EFE jr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG