Versão eletrônica pode diminuir consumo de papel

Uma fábrica de Dresden, na Alemanha, começou a fabricar um papel eletrônico, que pode ser o futuro dos livros e jornais. Desenvolvido por cientistas da Universidade de Cambridge, na Grã-Bretanha, o papel eletrônico pode armazenar e exibir centenas de jornais diferentes e documentos pessoais.

BBC Brasil |

O produto utiliza chips de plástico e não de silicone, portanto é leve como uma revista, fino e muito resistente.

Há esperanças de que o sucesso do papel eletrônico diminua a quantidade de papel consumida no planeta.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG