PEQUIM (Reuters) - Ventos fortes e tempestades de granizo mataram ao menos 39 pessoas, deixaram centenas de feridos e destruíram centenas de casas nas regiões sudoeste e central da China nesta quinta-feira, disse a mídia estatal.

As tempestades de granizo e os fortes ventos atingiram os municípios de Dianjiang e Liangping próximo à cidade chinesa de Chongqing, matando 29 moradores e derrubando 980 moradias, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

" /

PEQUIM (Reuters) - Ventos fortes e tempestades de granizo mataram ao menos 39 pessoas, deixaram centenas de feridos e destruíram centenas de casas nas regiões sudoeste e central da China nesta quinta-feira, disse a mídia estatal.

As tempestades de granizo e os fortes ventos atingiram os municípios de Dianjiang e Liangping próximo à cidade chinesa de Chongqing, matando 29 moradores e derrubando 980 moradias, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

" /

Ventos fortes e granizo matam ao menos 39 na China

PEQUIM (Reuters) - Ventos fortes e tempestades de granizo mataram ao menos 39 pessoas, deixaram centenas de feridos e destruíram centenas de casas nas regiões sudoeste e central da China nesta quinta-feira, disse a mídia estatal.

As tempestades de granizo e os fortes ventos atingiram os municípios de Dianjiang e Liangping próximo à cidade chinesa de Chongqing, matando 29 moradores e derrubando 980 moradias, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Reuters |

PEQUIM (Reuters) - Ventos fortes e tempestades de granizo mataram ao menos 39 pessoas, deixaram centenas de feridos e destruíram centenas de casas nas regiões sudoeste e central da China nesta quinta-feira, disse a mídia estatal.

As tempestades de granizo e os fortes ventos atingiram os municípios de Dianjiang e Liangping próximo à cidade chinesa de Chongqing, matando 29 moradores e derrubando 980 moradias, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Um morador continua desaparecido, disse a agência.

Na província de Hunan, vizinha de Chongqing, quatro pessoas morreram e uma estava desaparecida depois dos forte ventos e chuvas que atingiram o município de Xinhua na madrugada de quarta-feira, disse a Xinhua.

Na província de Guizhou, chuvas devastadoras causaram deslizamentos de terra e mataram seis pessoas. Outras três estavam desaparecidas.

A infraestrutura e plantações também foram destruídas, e espera-se que os prejuízos causados pela tempestade repentina ultrapassem 120 milhões de iuanes (17,6 milhões de dólares) só em Dianjiang, disse a Xinhua.

Nas áreas atingidas próximo a Chongqing, mais de 70 mil pessoas foram temporariamente deslocadas, disse o Ministério de Assuntos Civis.

A velocidade máxima atingida pelos ventos foi de 108 quilômetros por hora, segundo as informações.

(Reportagem de Yu Le e Emma Graham-Harrison)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG