CARACAS - A oposição ao presidente da Venezuela, Hugo Chávez, realiza hoje uma grande manifestação em Caracas contra o projeto que decidirá se o líder poderá optar pela reeleição contínua.

Uma passeata, acompanhada por cerca de 2.500 policiais, percorrerá um trajeto de mais de dez quilômetros, de uma das zonas mais populares da capital até o centro da cidade.

A emenda constitucional promovida agora por Chávez e que será submetida a referendo em 15 de fevereiro pretende estabelecer a reeleição ilimitada para todos os cargos escolhidos por voto popular, incluindo o de presidente.

Chávez desejou na sexta-feira "sucesso" à manifestação, enquanto seu ministro do Interior, Tareck al-Aissami, se reunia com dirigentes opositores para garantir sua realização sem contratempos.

"O presidente Chávez quis ratificar o empenho democrático e pacífico de nossa revolução e de nosso Governo, além de desejar-lhes o maior dos sucessos na atividade", disse Aisammi.

"Isso demonstra que existe na Venezuela um Governo democrático que respeita a liberdade de manifestação dos que se opõem a suas políticas", ressaltou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.