Miami, 16 fev (EFE).- A oposição venezuelana em Miami afirmou hoje que a vitória do presidente Hugo Chávez no referendo de domingo não significa o fim da luta para derrotá-lo eleitoralmente.

Luis Prieto, integrante do comando político da campanha "Não é Não", disse à Agência Efe que a batalha contra o governante venezuelano aumentará depois da vitória do "sim" à emenda constitucional para a reeleição ilimitada, que permitirá a Chávez ser candidato nas eleições de 2012.

"Aumentaremos ainda mais nossa luta por liberdade, democracia, e para derrotar Chávez", previu o ativista.

O "sim" obteve o apoio de 54,85% dos venezuelanos, contra 45,14% que votaram pelo "não", segundo dados do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela.

Em Miami, que conta com 15.786 eleitores inscritos, o "não" recebeu 7.482 votos, e o "sim" ficou com apenas 100 votos, enquanto a abstenção foi de 52%. EFE sob/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.