Venezuelanos começam a votar em referendo sobre reeleição ilimitada

Mais de 16 milhões de venezuelanos começaram a votar neste domingo em um referendo no qual decidirão se aprovam a possibilidade de reeleição sem limites do presidente e demais cargos majoritários.

AFP |

Caso a modificação de cinco artigos da Constituição seja aprovada, o presidente Hugo Chávez poderá concorrer a um terceiro mandato a partir de 2013. Se for rejeitada, terá que deixar o poder ao fim do segundo mandato.

Quase 33.000 locais de votação estão espalhados por todo o país. Os venezuelandos começaram a votar às 6h00 locais (7H30 de Brasília) e o horário eleitoral prossegue até as 18H00 (19H30 de Brasília).

O governo colocou 140.000 militares nas ruas para garantir a segurança da votação.

Os defensores de Chávez consideram a emenda vital para consolidar a "revolução bolivariana" e o que chamam de "socialismo do século XXI".

Chávez já afirmou várias vezes que pretende governar o país pelo menos até 2019, e eventualmente além desta data.

Os opositores afirmam que a emenda que atenta contra o princípio da alternância, consagrado na Constituição, e lembram que a reeleição sem limites já foi rejeitada em um referendo em 2007.

Depois da derrota há dois anos, o Partido Socialista Unido (PSUV) de Chávez elaborou uma campanha para buscar os eleitores em casa e tentar garantir a vitória.

As pesquisas mais recentes apontaram uma leve vantagem ao "Sim", mas os institutos não se atrevem a fazer projeções por causa do alto número de indecisos.

nn-bl-rsr/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG