Venezuelana de 13 anos mata colega a facadas em saída de escola

Caracas, 29 abr (EFE).- Uma menina de 13 anos matou com quatro facadas uma colega de classe e ainda agrediu um vigia na saída da escola por causa de uma disputa amorosa, informou hoje a imprensa venezuelana.

EFE |

Aparentemente, as brigas entre ambas as adolescentes, que estudavam na mesma sala num liceu de Ciudad Bolívar, no leste do país, eram constantes e tinham motivação "sentimental", publicou o jornal "Últimas Notícias".

A disputa amorosa chegou ao fim na segunda-feira. Na saída da escola, as duas colegas começaram uma briga na frente de vários alunos. As agressões só terminaram quando uma delas atacou a outra com uma faca de cozinha que tinha trazido de casa porque "sabia que a qualquer momento a utilizaria".

A vítima, de 12 anos, recebeu duas facadas nas costas, uma no peito e outra nas costelas. Devido à gravidade dos ferimentos, a menina morreu em poucos minutos, antes mesmo de chegar ao hospital.

Quando um dos vigias da escola tentou impedir o ataque, a estudante com a faca avançou em direção a ele e feriu-o na mão direita.

Segundo a Polícia do estado de Bolívar, a menina entrou "em estado de choque" e teve que ser hospitalizada quando soube que matou a colega. EFE pvg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG