riscos à saúde - Mundo - iG" /

Venezuela suspende venda de Coca-Cola Zero por riscos à saúde

CARACAS (Reuters) - O governo da Venezuela ordenou nesta quarta-feira que a filial local da Coca-Cola, a maior fabricante de refrigerantes do mundo, tire de circulação seu produto Coca-Cola Zero, por considerar ser danoso à saúde, informou a agência estatal de notícias ABN. A medida ocorre após vários obstáculos enfrentados pela empresa na Venezuela, em meio a uma onda de nacionalizações.

Reuters |

O ministro da Saúde e Proteção Social venezuelano, Jesús Mantilla, disse que a medida contra a Coca-Cola e sua fabricante local foi estabelecida por considerar que o refrigerante contém um componente que pode ser prejudicial para os humanos, mas não deu detalhes do elemento ao qual se referia.

"O produto deve sair de circulação para preservar a saúde dos venezuelanos", disse Mantilla, após funcionários terem inspecionado a filial local da gigante de refrigerantes.

O Ministério da Saúde disse que a medida considera "evitar as próximas vendas do produto, assim como ordenar a retirada de todas as Coca Cola Zero que se encontram nos estabelecimentos comerciais".

A filial venezuelana da Coca-Cola não respondeu à decisão.

(Reportagem de Antonio de la Jara e Fabián Cambero)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG