Venezuela suspende cúpula latino-americana por doença de Chávez

Líder venezuelano, que se recupera de cirurgia em Cuba, esperava voltar a tempo de evento na ilha Margarita e do bicentenário da independência

iG São Paulo |

A reunião de chefes de Estado da América Latina prevista para acontecer na Venezuela nos próximos dias 5 e 6 de julho - na qual seria criada a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) - foi suspensa nesta quarta-feira.

Segundo o jornal venezuelano El Universal, o Ministério das Relações Exteriores venezuelano afirma em comunicado que, por razões de “força maior”, já que o presidente se encontra “no meio de um processo de recuperação e tratamento médico”, o governo “tomou a decisão de postergar a realização da 3ª Cúpula da América Latina e Caribe sobre Integração e Desenvolvimento, inicialmente prevista para os dias 5 e 6 de julho de 2011 na ilha Margarita”. Um outra data para o encontro deve ser debatida, segundo o comunicado.

AP
Foto divulgada na terça-feira à noite pelo governo cubano mostra Chávez (D) com Fidel Castro lendo o jornal cubano Granma

Em Assunção, no Paraguai, o ministro das Relações Exteriores brasileiro, Antonio Patriota, declarou nesta quarta-feira que "devido a uma recomendação médica ao presidente venezuelano, Hugo Chávez, foi decidida a suspensão do encontro de chefes de Estado". "Foi uma recomendação médica. (O chanceler venezuelano) Nicolas Maduro teve a delicadeza de me informar", disse Patriota.

Depois da cirurgia de emergência à qual foi submetido em Cuba no início do mês, Chávez esperava voltar à Venezuela a tempo de participar do evento na ilha Margarita, coincidindo com a comemoração do bicentenário da independência venezuelana da Espanha.

Vários chefes de Estado latino-americanos confirmaram presença no primeiro encontro de um novo grupo chamado Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac). De acordo com a imprensa local, equipes da televisão oficial venezuelana enviadas à ilha de Margarita, no norte da Venezuela, para preparar a cobertura da reunião já começaram a se retirar.

Cirurgia

Chávez foi operado com urgência em Cuba no dia 10 de junho após terem detectado um abscesso pélvico e, desde então, os rumores sobre sua saúde se multiplicaram dentro da Venezuela. No último fim de semana, o jornal de Miami El Nuevo Herald publicou a informação de que o estado de saúde de Chávez é crítico e que ele sofreria de câncer de próstata .

A reunião vinha sendo vista como uma conquista de Chávez e a diplomacia venezuelana, que buscava na Celac uma espécie de Organização dos Estados Americanos (OEA) sem os Estados Unidos e o Canadá.

No dia 5 de julho a Venezuela celebrará o Bicentenário da sua Declaração de Independência, para os quais são previstos numerosos atos políticos, militares e culturais em Caracas.

Vídeo

Nesta quarta-feira, um novo vídeo mostrava Chávez conversando animadamente com o ex-líder cubano Fidel Castro. Diferentemente das imagens divulgadas na noite de terça-feira, Chávez estava animado e conversando desta vez, discutindo as manchetes da edição de terça-feira do jornal Granma, do Partido Comunista de Cuba.

"Olha como Fidel está lendo, sem óculos. Eu também, mas com um pouco de dificuldade", brincou Chávez com seu amigo e mentor Fidel, com quem apareceu caminhando pelo jardim, aparentemente no hospital de Cimeq, em Havana.

No mesmo vídeo, os líderes foram vistos sentados no interior de uma dependência, ambos de roupas esportivas e discutindo longamente sobre a política latino-americana.

Apresentando as imagens na TV estatal venezuelana, o vice-presidente de Chávez, Elias Jaua, disse se tratar de uma prova de que seu chefe estava se recuperando.

*Com AFP e Reuters

    Leia tudo sobre: venezuelahugo chávezcirurgiacuba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG