Venezuela suspende ajuda a pobres dos EUA

BOSTON (Reuters) - A empresa Citgo, subsidiária nos EUA da estatal venezuelana de petróleo PDVSA, suspendeu o fornecimento gratuito de combustível de calefação para milhares de norte-americanos pobres, disse na segunda-feira o diretor da entidade encarregada da distribuição. Caracas atribuiu o corte à forte redução no preço do petróleo - principal fonte de divisas da Venezuela - e à propagação da crise econômica global, segundo Joseph Kennedy, presidente da organização Citizens Energy, que nos últimos três anos distribuiu anualmente o equivalente a 100 milhões de dólares por ano em combustível venezuelano.

Reuters |

"O atual derretimento econômico acaba de forçá-los a reavaliar todos os programas de assistência que fornecem", disse Kennedy, ex-parlamentar que pertence à célebre família de políticos dos EUA.

Um porta-voz da Citgo disse que a empresa divulgaria nota sobre seus programas de ajuda à calefação ainda na segunda-feira.

Kennedy disse que a Venezuela prometeu eventualmente retomar o programa, mas não está claro quando.

A Citgo diz que o programa beneficiava até 235 mil famílias em 23 Estados dos EUA.

O governo da Venezuela vinha ampliando essa ajuda aos pobres norte-americanos nos últimos anos, acusando o governo de George W. Bush de negligenciar as famílias de baixa renda.

(Reportagem de Scott Malone em Boston e Joshua Schneyer em Nova York)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG