Venezuela perdoa dívida haitiana de US$ 395 milhões

Quito, 9 fev (EFE).- O Governo da Venezuela confirmou hoje o perdão da dívida contraída pelo Haiti pela venda de carburantes, débitos que chegavam a US$ 395 milhões, em anúncio feito pelo chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, que participou da cúpula da União de Nações Sul-americanas (Unasul), que aconteceu em Quito.

EFE |

Maduro lembrou que no último dia 25 de janeiro, ao final de uma reunião da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba), em Caracas, o presidente Hugo Chávez, anunciou o perdão da dívida do Haiti.

"O comandante Hugo Chávez decidiu perdoar a dívida de US$ 395 milhões de nosso irmão Haiti com a Venezuela", pelas provisões de carburantes que recebe.

Além disso, "a Venezuela decidiu manter a cota permanente, sem custos, de gasóleo e gasolina, que estão sendo distribuídos com muita dificuldade" no Haiti, acrescentou Maduro.

As ações fazem parte de uma série de outras que o Governo de Caracas realizou no Haiti, em coordenação com o Executivo de Porto Príncipe, e que, segundo Maduro, se centrou no atendimento sanitário aos desabrigados do terremoto que assolou o país caribenho no último dia 12 de janeiro. EFE fa/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG