Venezuela: oposição estuda alternativas para o governo Chávez

Dez partidos da oposição, com organizações estudantis e grupos civis, constituíram nesta segunda-feira uma mesa unitária para desenvolver propostas alternativas para o governo do presidente Hugo Chávez, informou o dirigente social cristão Luis Ignacio Planas.

AFP |

Em um ato que contou com a presença dos maiores dirigentes da oposição venezuelana, Planas destacou que o objetivo desta plataforma é "construir uma grande rede social que permita apresentar uma proposta alternativa ao que Chávez representa".

"Não é uma aliança eleitoral, tem uma agenda de trabalho que vai muito mais além disso. A prioridade para esta mesa é a agenda social", disse Planas.

Concretamente, os partidos concordaram em emitir declarações conjuntas e ter uma única voz sobre os assuntos políticos de agora em diante.

Planas destacou que, na Venezuela, a aprovação em referendo da reeleição, que pode dar mais um mandato a Chávez em 2012, iniciou um novo período.

"Observamos com muita preocupação uma radicalização do processo político", disse o dirigente, referindo-se a uma intensificação nestes meses das expropriações e de ameaças a meios privados de comunicação.

Em 2010 a oposição venezuelana pretende recuperar espaços no Parlamento, depois de ter ficado de fora dele por um boicote nas eleições legislativas de 2005.

nn/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG