Venezuela oficializa expulsão de embaixador americano

A Venezuela oficializou nesta sexta-feira a expulsão do embaixador dos Estados Unidos em Caracas, anunciando que submeterá todas as relações com o governo de Washington a um intenso processo de avaliação, segundo comunicado da chancelaria venezuelana.

AFP |

O embaixador Patrick Duddy foi declarado "persona non grata" e "terá 72 horas para abandonar o território (venezuelano) (...) a partir das 19:15 horas do dia 11 de setembro de 2008", informa o texto.

A chancelaria venezuelana justificou sua decisão pelas "reiteradas demonstrações de hostilidade do governo dos Estados Unidos em relação ao povo da Venezuela (...) e à luz da intensa campanha de desestabilização contra a Bolívia e o presidente Evo Morales".

Caracas acusou diretamente o presidente americano George W. Bush de praticar "perigosas ações contra a paz e a estabilidade" da Venezuela e da Bolívia e atuar pela "deterioração das relações" entre os EUA e "toda a região latino-americana e caribenha".

O presidente venezuelano Hugo Chávez, que mantém tensas relações com Washington, ordenou na quinta-feira a expulsão do representante diplomático da Casa Branca em Caracas durante um ato público depois de revelado um suposto complô para tirá-lo do poder, acusando o "império" americano de estar por trás da intenção de golpe.

Washington respondeu com uma medida semelhante e anunciou sanções contra os funcionários do governo da Venezuela no país, acusados de ajudar a guerrilha colombiana das Farc.

pt/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG