Venezuela nega hipocrisia em pedido de sanções contra Honduras

Washington, 11 ago (EFE).- O embaixador da Venezuela na Organização dos Estados Americanos (OEA), Roy Chaderton, respondeu o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao afirmar que o pedido de alguns países para que aumente a pressão americana sobre o Governo de fato de Honduras não pode ser considerada uma hipocrisia.

EFE |

"Pedir sanções extras para a reinstalação do Governo democrático de Honduras não pode ser chamado de hipocrisia", disse Chaderton, em comunicado.

O representante permanente da Venezuela na OEA reagiu assim às declarações feitas ontem por Obama em Guadalajara (México), onde participou da 5ª Cúpula de Líderes da América do Norte.

O chefe de Estado americano repudiou as críticas de que seu Governo está dando uma resposta "morna" ao golpe de Estado em Honduras dizendo ser uma "hipocrisia" os líderes da região exigirem uma maior intervenção dos EUA no caso quando os próprios pediram que "os ianques deixassem a América Latina".

Segundo Chaderton, a afirmação de Obama é "arbitrária", "maliciosa" e tem fins meramente "midiáticos".

"O que está em jogo é um unânime empenho coletivo dos chanceleres das Américas para conseguir a restituição do presidente hondurenho Manuel Zelaya em suas funções constitucionais", acrescentou o diplomata venezuelano.

O embaixador acrescentou que "a participação de todos os Estados-membros (da OEA), na medida de suas respectivas possibilidades, é esperada na restauração do sistema democrático" em Honduras.

Segundo Chaderton, hipocrisia é "quando os aparelhos de propaganda do maior produtor (Colômbia) e do maior consumidor (EUA) de drogas no mundo se unem para tentar apresentar como narcoestado um país democrático (...) que não é produtor de droga nem consumidor significativo" de entorpecente.

Essa declaração do diplomata foi uma referência a um recente relatório dos EUA sobre a Venezuela. EFE ca/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG