Venezuela expulsa embaixador americano em solidaridade à Bolívia

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, ordenou nesta quinta-feira a expulsão do embaixador dos Estados Unidos em Caracas, Patrick Duddy, que agora tem 72 horas para deixar o país, em medida adotada para demonstrar solidariedade à Bolívia, que teve seu representante diplomático expulso de Washington.

EFE |

"A partir deste momento, o embaixador ianque em Caracas tem 72 horas para sair da Venezuela, em solidariedade à Bolívia", declarou o presidente venezuelano.

"Vão pro c., ianques de merda", disse Chávez em um comício para as eleições regionais de novembre, realizado em Puerto Cabello, 120km a oeste de Caracas.

Chávez expressou seu apoio ao aliado e amigo Evo Morales, que atravessa uma dura crise política na Bolívia devido ao conflito com os governadores de cinco departamentos.

Na quarta-feira, Morales havia expulsado o embaixador dos Estados Unidos, acusando-o de estar por trás das manobras da oposição.

Em resposta, Washington ordenou que o representante boliviano deixasse o país.

"Há aqui um povo digno, ianques de merda. Vão ao c. 100 vezes", gritou Chávez no palanque. 

Leia mais sobre Bolívia

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG