Venezuela está disposta a recompor relações com os EUA

Caracas, 14 fev (EFE).- A Venezuela está disposta a recompor as relações com os Estados Unidos em qualquer momento sempre que se baseiem no respeito, disse hoje o presidente venezuelano, Hugo Chávez.

EFE |

"Temos a maior vontade de retornar pelo menos ao nível de relações que tivemos com o Governo de Bill Clinton, que não eram relações fáceis mas eram toleráveis, havia diálogo e ele não nos desrespeitava", disse Chávez em entrevista coletiva.

"Estamos dispostos a iniciar um processo de aproximação de posições e só pedimos respeito a nosso país, a nossa Constituição, leis, Governo e povo. Respeito, nada mais", reiterou o presidente em um encontro com os meios de imprensa internacionais no Palácio de Miraflores.

Chávez disse que esse processo de normalização poderia começar em qualquer momento, e colocou alguns assuntos que serão postos sobre a mesa.

Citou de maneira especial o do terrorismo e se referiu a um grupo de militares e civis venezuelanos que qualifica de golpistas, refugiados nos EUA, e a Luis Posada Carriles, a quem chamou de "o pai de todos os terroristas deste continente".

Chávez advertiu, que em todo caso, a tarefa será difícil porque, segundo disse, o presidente americano, Barack Obama, enfrenta uma maquinaria bestial, cheia de assassinos, de senhores da guerra e um poder gigantesco que não é o que ele tem em suas mãos.

O presidente venezuelano disse que até agora não se apreciou nenhuma mudança na política de Washington em relação à América Latina, mas lhe pareceu algo compreensível porque Obama está voltado para seu gravíssimo problema interno, para uma crise que pode se transformar em catástrofe". EFE rr/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG