Venezuela encontra corpos de time de futebol sequestrado

As autoridades venezuelanas anunciaram neste sábado o encontro de 15 corpos de pessoas que haviam sido sequestradas no início do mês na fronteira com a Colômbia. Acredita-se que pelo menos dez das vítimas eram membros de um time de futebol colombiano formado por vendedores de rua, que disputavam uma partida no Estado venezuelano de Táchira quando foram sequestrados.

BBC Brasil |

Os corpos, encontrados também em Táchira, apresentavam múltiplos ferimentos por armas de fogo.

As autoridades do Estado acusaram a guerrilha esquerdista colombiana ELN (Exército de Libertação Nacional) pelas mortes.

O diretor do Órgão de Investigações Penais Científicas e Criminais, Wilmer Flores Trosel, disse que um sobrevivente do massacre está sob proteção policial e poderia dar mais detalhes sobre o ocorrido.

Los Maniceros
Os sequestros haviam ocorrido no dia 11 de outubro, quando cerca de 25 pessoas armadas invadiram um campo improvisado onde ocorria uma partida de futebol na cidade de Fernández Feo, próximo à fronteira com a Colômbia.

Segundo Flores, os homens armados pediram especificamente a lista de jogadores do time conhecido como "Los Maniceros" (vendedores de amendoim).

Os jogadores foram então levados dali para um lugar desconhecido.

O Estado de Táchira é governado pelo democrata-cristão César Pérez, opositor do presidente Hugo Chávez.

Chávez acusa Pérez de manter ligações com grupos paramilitares que atuam na região. O governador, por sua vez, acusa o presidente de acobertar as ações da ELN no lado venezuelano da fronteira.

    Leia tudo sobre: venezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG