Venezuela e Irã criam banco conjunto para fortalecer laços

Por Parisa Hafezi TEERÃ (Reuters) - O Irã e a Venezuela abriram um banco conjunto na sexta-feira para desenvolver projetos econômicos, anunciou a televisão estatal iraniana.

Reuters |

Sediado em Teerã, o banco Irã-Venezuela, que foi inaugurado pelos presidentes Mahmoud Ahmadinejad e Hugo Chávez, este em visita a Teerã, tem capital inicial de 200 milhões de dólares, metade do qual dado por cada país.

"O capital será aumentado para 1,2 bilhão de dólares, com a meta de dar apoio a projetos econômicos, industriais e de extração mineral conjuntos, além de acelerar os projetos que já estão em curso", disse a televisão estatal.

Chávez, que chegou a Teerã na quarta-feira em visita oficial, acusa os EUA e a Grã-Bretanha de serem os "maiores culpados" pela crise econômica internacional, devido ao modelo financeiro que impuseram.

"Os valores do capitalismo estão em crise, e o capitalismo precisa acabar", disse Chávez na cerimônia de abertura do banco, de acordo com a TV.

"Precisamos empreender um caminho de transição para um novo modelo que chamamos de socialismo."

Chávez e Ahmadinejad, ambos ex-oficiais militares conhecidos por seu discurso antiamericano, vêm fortalecendo os laços econômicos e políticos entre seus países. Esta é a sétima viagem que Chávez faz ao Irã desde a eleição de Ahmadinejad, em 2005.

MINAR O G20

Chávez criticou a cúpula do G20 em Londres, dizendo que o Fundo Monetário Internacional (FMI) precisa ser eliminado, informou a agência oficial de notícias IRNA.

Durante a cúpula, líderes do Grupo dos 20 países industrializados e em desenvolvimento prometeram 1,1 trilhão de dólares para combater a recessão econômica.

"Irã e Venezuela devem ser o modelo de um tipo de relacionamento fraterno e construtivo para outros países no mundo", teria dito Ahmadinejad, segundo a TV estatal.

A mídia iraniana divulgou que Irã e Venezuela vão assinar um Memorando de Entendimento para a construção de duas refinarias de petróleo, uma em cada país.

Quarto maior exportador mundial de petróleo cru, o Irã não tem capacidade de refino para produzir gasolina suficiente para seu consumo interno.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG