O governo venezuelano afirmou neste domingo que um setor dos bancos locais promove uma campanha para estimular corridas dos correntistas, no que chamou de concorrência desleal.

"Há um certo setor, dentro do setor financeiro, que mediante mecanismos absolutamente condenáveis tenta estimular corridas em outros bancos em uma concorrência desleal", disse o ministro para Economia e Finanças, Alí Rodríguez.

"O governo está investigando o caso e tem fortes suspeitas de que o objetivo é prejudicar outros sócios dentro do setor financeiro", afirmou.

O presidente Hugo Chávez deu a entender no sábado - ao anunciar medidas contra os efeitos da crise global - a existência de um plano desestabilizador e afirmou que em um cenário de crises não defenderá os banqueiros privados.

axm/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.