Venezuela decide retirar seu embaixador de Lima

CARACAS (Reuters) - O governo da Venezuela anunciou na segunda-feira a decisão de retirar imediatamente seu embaixador do Peru e de reavaliar as relações diplomáticas com esse país, em protesto contra a concessão de asilo ao líder opositor venezuelano Manuel Rosales. O Peru confirmou na segunda-feira a concessão de asilo a Rosales, que está foragido da Justiça venezuelana, onde deve ser julgado por corrupção. Rosales diz estar sendo perseguido pelo governo de Hugo Chávez.

Reuters |

A chancelaria venezuelana disse que, "apesar do acúmulo de provas, o governo do Peru decidiu outorgar asilo político a Manuel Rosales, numa decisão que constitui uma burla contra o direito internacional, um duro golpe na luta contra a corrupção e um agravo ao povo da Venezuela".

"Em vista do anterior, o governo da República Bolivariana da Venezuela decidiu, em sinal de protesto, pelo retorno imediato a Caracas do seu embaixador em Lima", diz a nota, acrescentando que também foi suspenso o trâmite para a mudança de um novo embaixador recém-designado para Lima.

Além disso, diz o texto, haverá "o início de uma fase de avaliação das relações com o governo desse país (o Peru)".

(Por Ana Isabel Martínez)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG