O governo da Venezuela convocou na segunda-feira à noite para consultas seu embaixador em Lima, em uma resposta ao asilo concedido ao opositor venezuelano Manuel Rosales, e informou que as relações bilaterais entram em uma fase de avaliação integral.

"O governo da República Bolivariana da Venezuela decidiu, em sinal de protesto, o retorno imediato a Caracas de seu embaixador em Lima", afirma um comunicado do ministério das Relações Exteriores.

Na segunda-feira, o chanceler peruano José Antonio García Belaúnde anunciou a decisão de Lima de conceder asilo político a Rosales, confiante en que isto não prejudicaria as relações diplomáticas entre os dois países.

A Venezuela também ordenou, segundo o comunicado, "a suspensão dos trâmites a respeito da viagem do embaixador recentemente designado ante o governo da República do Peru e o início de uma fase de avaliação integral das relações com o governo deste país".

Leia mais sobre: Venezuela

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.