Venezuela confirma visita de Uribe para tratar de relações bilaterais

Caracas, 6 jul (EFE).- O ministro venezuelano de Comunicação, Andrés Izarra, confirmou hoje a visita a seu país do presidente colombiano, Álvaro Uribe, em 11 de julho, para um encontro com o governante da Venezuela, Hugo Chávez, no qual ambos tratarão das relações bilaterais.

EFE |

"Confirmamos o encontro do presidente Chávez com o presidente Uribe em 11 de julho, no Palácio de Miraflores", disse Izarra ao anunciar a suspensão do programa "Alô Presidente", realizado aos domingos pelo governante venezuelano.

Chávez surpreendeu a opinião pública do país ao assinalar na semana passada que receberia Uribe como a um "irmão", apesar das críticas recentes contra ele, e da deterioração das relações bilaterais.

O chefe de Estado justificou a decisão com o argumento de que "nas famílias também ocorrem crises, que precisam ser superadas".

Durante os últimos meses, Chávez se referiu a Uribe como uma "marionete" de Washington, além de chamá-lo de "mentiroso" e de tê-lo acusado de manter relações com paramilitares.

Recentemente, no entanto, Chávez deu sinais de mudança na crise com Bogotá, qualificadas de "pragmáticas" por analistas políticos venezuelanos, e na quinta-feira passada felicitou Uribe pela libertação de 12 seqüestrados colombianos e três americanos que estavam em poder da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Durante a polêmica com Bogotá, Chávez ameaçou substituir as importações colombianas pelas de outros países, como o Brasil.

A Colômbia é o segundo parceiro comercial da Venezuela depois dos Estados Unidos, e o volume de trocas entre os países é superior a US$ 5 bilhões anuais, segundo fontes oficiais. EFE rr/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG