desestabilizarem o Irã - Mundo - iG" /

Venezuela acusa os EUA de desestabilizarem o Irã

CARACAS (Reuters) - O governo do presidente venezuelano Hugo Chávez acusou os Estados Unidos na quarta-feira de fomentarem violência para solapar a administração iraniana. O socialista Chávez é amigo do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad, que vem reprimindo protestos oposicionistas em que oito pessoas morreram, nas manifestações mais sangrentas desde as que se seguiram à eleição presidencial contestada de junho passado.

Reuters |

"O governo da República Bolivariana da Venezuela rejeita categoricamente as tentativas de desestabilização promovidas pelo governo dos EUA contra a população e o governo do Irã," disse em comunicado o Ministério do Exterior da Venezuela.

"O governo bolivariano está surpreso pelo fato de um grupo de governos, encabeçado pelo império dos EUA, estar ecoando uma campanha para dividir os iranianos e disseminar a violência entre eles, em contravenção às normas elementares da paz, não interferência e respeito pela soberania," disse o comunicado.

No Irã, dezenas de milhares de partidários de Ahmadinejad se reuniram em cidades em todo o país na quarta-feira, jurando fidelidade ao sistema atual e acusando líderes oposicionistas de provocar agitação.

Bandeiras americanas e britânicas foram queimadas em Teerã.

Ambos ideólogos anti-EUA, Chávez e Ahmadinejad admiram as credenciais "revolucionárias" um do outro e pretendem enfraquecer o "imperialismo", promovendo novos centros de poder global.

O comunicado da Venezuela expressou "solidariedade" com o Irã e elogiou "sua luta incansável pela consolidação da Revolução Islâmica."

As relações entre a Venezuela e o Irã, ambos membros da Opep, causaram espécie este ano em capitais ocidentais devido ao apoio expresso por Chávez ao programa nuclear iraniano e a ajuda dada por Teerã à Venezuela no mapeamento de suas reservas de urânio.

Os dois presidentes já se reuniram cerca de uma dúzia de vezes, mais recentemente no mês passado, em Caracas.

(Reportagem de Andrew Cawthorne)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG