Vendas de remédios falsos alcançarão US$ 75 bilhões em 2009

Viena, 19 fev (EFE).- Um em cada dez remédios pode ser falso hoje em dia por causa do aumento do negócio ilegal deste comércio cujo volume alcançará US$ 75 bilhões no próximo ano.

EFE |

Este valor representa um aumento de 90% em relação a 2005, alertou hoje em Viena a Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife).

Em seu Relatório Anual sobre as Drogas apresentado hoje em Viena, a entidade da ONU responsável por garantir o cumprimento dos tratados internacionais sobre entorpecentes lança uma advertência sobre a expansão das farmácias pela internet, que fornecem remédios sem receitas e que em muitos casos entregam ao consumidor produtos falsos.

No mundo todo, até um de cada dez remédios é falso, um número que na África pode chegar a um terço, informam os especialistas internacionais.

"Estas farmácias 'enganosas' estão fomentando o abuso de drogas nos grupos vulneráveis", afirmou a Jife.

Para poder enfrentar esta situação, a entidade pediu aos Governos que não deixem vácuos jurídicos e que regulamentem de forma clara a situação destes sites, apesar de reconhecerem que apenas com uma ação em escala internacional poderá enfrentar o desafio.

Os especialistas da Jife, entidade autônoma do sistema das Nações Unidas, também alertam que cada vez é mais difícil distinguir as substâncias legais das ilegais, pois os "avanços da tecnologia permitem realizar pequenas mudanças na estrutura molecular das substâncias".

Desta forma aconteceu um auge das drogas sintéticas, cujos componentes e precursores são muito difíceis de detectar e variam com grande rapidez. EFE ll/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG