Venda de armas a Taiwan faz China suspender intercâmbios com EUA

Pequim, 30 jan (EFE).- O Governo chinês suspendeu hoje os intercâmbios militares que mantinha com os Estados Unidos, em resposta aos planos de Washington de vender armas a Taiwan, informou a agência de notícias chinesa Xinhua.

EFE |

Ontem, o Governo americano manifestou ao Congresso a intenção de vender mais de US$ 6 bilhões em armas a Taiwan, apesar dos protestos chineses.

"Este plano definitivamente prejudicará os laços entre China e EUA. Além de ter um impacto muito negativo nos intercâmbios e na cooperação entre os dois países, ele acarretará consequências às quais nenhuma das partes vai gostar de enfrentar", disse o vice-chanceler, Eis Yafei, antes da suspensão das parcerias na área de defesa. EFE mmp/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG